Poesia: Dom

Dom, todos tem

Não importa a idade, cor, sexo, origem

O que importa é a virtude,

A fé da capacidade de ser melhor,

Dom, que é que não tem?

Devemos ter fé sim!

Para ir à busca do melhor caminho

Ao encontrá-lo, agarrá-lo e dizer:

Ora, que bom que tem!

Dom, minha vantagem

Meu beneficio natural,

É selvagem, esconde-se de mim

Mas quando pego,

Ninguém me segure

Pois não pode questionar que tem sim

Pode apostar

Estou no tom

Do meu próprio dom.

Luiz Fernando Pereira

Nenhum comentário:

Comente sobre o blog:

Parabéns, você é o visitante n°