Poesia: Insônia dos Sonhos

Os sonhos lapidam o entardecer,

O entardecer me remete pensar,
Que sonho sonhar?
Fantasias a criar,
Para a insônia poder afastar!

Nada para além do meu alcance,
Pela manhã irei despertar,
Gira Mundo, bola grande,
Breve torno-me a sonhar...

Sonho dormindo,
Não sonho,
Sonho acordado,
Sonho,
Se sonho, por que sonho?
Freud explica!
Para mim complica,
Mas vale a dica,
Alimente-se!


Sonho engorda?
Sim, meu futuro!
Plante na sua horta,

É duro,
Mas lhe juro,
Seu muro,
É o futuro

Sonhe...

Nenhum comentário:

Comente sobre o blog:

Parabéns, você é o visitante n°