Poema: Premio com clima

Ah mulheres!
Umas pra cá outras pra lá,
Mas nem querem ficar aqui?
Olhem para mim!

Se que querem,
Que venha!
Logo fico,
Porque digo
No seu ouvido,
Finjo que digo,
Mas não digo,

É um prêmio

Por que me premia?
Como assim diria que iria,
Se fico,
Não fico,
E se diga,
Ora decida!

E se desce,
Abaixa o que não te esquece,
Larga de estresse,
Seus problemas comigo logo esquece,
Se no frio me aquece,
No calor mais quente fenece

É clima!

Sem dar ponto sem nó,
Não sei costurar,
Mas se zomba que dá dó,
Muito menos sei dar nó,
Mesmo cansado só o pó,
Olha só...

Vem comigo!

Tudo começa
Tudo termina,
Essa é a sina:
Um prêmio
Um clima


E vem comigo!

Nenhum comentário:

Comente sobre o blog:

Parabéns, você é o visitante n°